Endividados estão otimistas, mas ainda não são educados financeiramente

SEGS Notícias - 23/04/2014 - Jessika Lopes

De acordo com a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), em março, a porcentagem de endividados atingiu 61%, ou seja, 1,7% menor do que em fevereiro e 0,2% menor quando comparada ao mesmo período do ano passado. Mesmo ainda sendo um índice alto, segundo pesquisa da Boa Vista SCPC, realizada no 1º trimestre deste ano, os consumidores endividados estão otimistas.

Isso é consequência do aumento do número de pessoas que constatou que sua condição financeira está melhor do que no ano passado – cresceu de 47% para 53%, comparado ao trimestre passado. E, por acreditarem em “dias melhores”, começam a sonhar com a aquisição de um carro ou uma moto. No entanto, pela falta de educação financeira da população no geral, a minoria se planeja corretamente para realizar esse sonho.

Outro dado da pesquisa Boa Vista SCPC é que 70% dos entrevistados declararam não pretender fazer compras nos próximos meses, ou seja, irão se concentrar em quitar as dívidas já contraídas. Uma pessoa que tem suas dívidas controladas não para a sua vida para pagar as contas; ela, na verdade, tem tudo programado em seu orçamento e consegue, ainda assim, poupar dinheiro paralelamente para todos os sonhos, inclusive de um automóvel, como mostra a pesquisa. Isto apenas comprova, mais uma vez, a carência de educação financeira.

O educador financeiro e autor do best-seller Terapia Financeira, Reinaldo Domingos, ressalta a importância que esse tema representa para a formação de uma sociedade mais consciente e sustentável. “As escolas reconhecem a relevância do assunto e centenas delas já estão se antecipando a medidas como a Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef), inserindo Educação Financeira em sua grade curricular”.

Para dar base a essa iniciativa, a DSOP Educação Financeira possui um Programa de Educação Financeira nas Escolas – que conta com material didático, capacitação pedagógica, habilitação das instituições de ensino e palestra para pais –, além de cursos de educação financeira para pessoa física e empreendedores – online e presenciais –, pós-graduação, diversos livros sobre o tema – dentre eles o best-seller Terapia Financeira – e outros produtos e serviços.

Tudo isso embasado na Metodologia DSOP, desenvolvida por Domingos, que auxilia no processo de educação financeira, desde crianças de três anos até adultos de todas as idades e classes sociais. As siglas representam Diagnosticar, Sonhar, Orçar e Poupar, que são a base para ocorrer a mudança de comportamento de toda uma sociedade, a fim de que objetivos sejam alcançados com mais planejamento e menos inadimplência.