Inadimplência acelera em março e cresce 10,58%, diz CNDL

G1 - Fábio Amato - 09/04/2013

A taxa de inadimplência do consumidor no comércio varejista brasileiro cresceu 10,58% em março, na comparação com o mesmo mês de 2012, informou nesta terça-feira (9) a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

O resultado aponta para aceleração do calote em relação a fevereiro de 2013, quando o aumento da inadimplência havia sido de 6,65%, também na comparação com o mesmo mês do ano passado.

No primeiro trimestre de 2013, a inadimplência acumula alta de 9,68% frente a igual período de 2013.

De acordo com o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, o mês de março costuma registrar picos de inadimplência pois é um período em que os consumidores normalmente têm que conciliar o pagamento de resíduos das compras de Natal com taxas como IPTU e IPVA.

Pellizzaro apontou que, apesar de ter acelerado, a inadimplência continua em níveis compatíveis com o aquecimento do consumo no país.

“A inadimplência não está fora de controle e obedece a uma variação que a gente considera normal e aceitável”, disse o presidente da CNDL. “Não temos uma expectativa de que haja descontrole da inadimplência em 2013”, completou.

Vendas

A CNDL apontou ainda que as vendas no varejo cresceram 12,38% na comparação entre março de 2013 e março de 2012, a maior alta dos últimos 12 meses. O dado se refere a volume de vendas a prazo, ou seja, com crédito.

Na comparação com fevereiro, as vendas em março registraram aumento de 10,22%. Já no acumulado do primeiro trimestre, o crescimento das vendas no comércio varejista é de 9,16%.

“A gente esperava um primeiro trimestre positivo, mas não com essa força”, disse Pellizzaro. “O consumo dos brasileiros através do crédito se mantém forte e acima da nossa expectativa.”