Bradesco Saúde dobra carteira de PMEs

Saúde Web - 03/09/2012

As pequenas e médias empresas (PMEs) vivem um momento de profissionalização e busca pela competitividade e permanência no mercado. Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que essas companhias representam em média 20% do PIB brasileiro e são responsáveis por 60% dos 94 milhões de empregos no Brasil. A maior parte dos negócios locais estão na região sudeste, com quase três milhões de empresas e o setor preferencial é o comércio, seguido de serviços, indústria e construção civil.

Desde o início desta década, a participação das PMEs vem obtendo mais destaque. No primeiro semestre de 2010, a receita real registrou um aumento de 10,7% comparado ao mesmo período de 2009. De acordo com o estudo, este indicador aponta que esses empreendimentos superam o ritmo de crescimento da economia brasileira.

Atento ao crescimento e consolidação deste nicho de mercado, o setor suplementar brasileiro vê neste segmento uma rica fatia de consumidores para oferecer planos de saúde. Não é à toa que o a carteira de pequenas e médias empresas da Bradesco Saúde – grupos de 04 a 99 segurados – apresentou crescimento de 35% no faturamento no primeiro semestre.

É um desempenho superior à média do crescimento da seguradora, que registrou expansão de 16% no mesmo período. Nos últimos três anos, o crescimento da carteira de pequenas e médias empresas da Bradesco Saúde mais do que dobrou (103%), chegando a mais do que 520 mil segurados.