ANS apresenta números sobre o processo de ressarcimento ao SUS

ANS - 16/08/2012

Em sua segunda edição, o FOCO – Saúde Suplementar inova e traz dados sobre o processo de ressarcimento ao SUS, cujos repasses são feitos pelas operadoras referentes às despesas com o atendimento dos consumidores de planos privados em unidades públicas de saúde. Entre os anos de 2001 e 2009, em média, 169,7 mil consumidores tiveram internações no SUS identificadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Os valores de todas as internações oscilaram entre R$ 61,3 milhões, em 2001, e R$ 273,1 milhões, em 2009.

A publicação apresenta também novos dados relativos aos prestadores de serviços de saúde. Em abril de 2007, o mercado de saúde suplementar contava apenas com 859 estabelecimentos cadastrados que permitiam internação. Passados cinco anos, 2.052 estabelecimentos cadastrados prestam esse atendimento. Os consultórios isolados e as clínicas ou ambulatórios especializados destacam-se como os estabelecimentos que, proporcionalmente, mais atendem aos consumidores de planos de saúde.

A entrada em vigor da RN nº 259, que dispõe sobre a garantia de atendimento aos beneficiários, destaca-se como principal motivo pela alta no índice de reclamações de consumidores, a partir de fevereiro. A reincidência de 37 operadoras em não cumprir os prazos de atendimento estabelecidos por esse normativo culminou, em julho, na suspensão da comercialização de 268 planos até a próxima avaliação trimestral, que será divulgada pela ANS em setembro.